EMRC Porto está com a JMJ’23

                EMRC Porto está com a JMJ’23

No passado dia 19/05/2023, cerca de 11000 Alunos de EMRC da Diocese do Porto ergueram uma bandeira coletiva em sinal de comunhão com a Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023.
Depois do período de 2019 a 2021, em que a conjuntura pandémica condicionou a realização do Encontro de Alunos de EMRC da Diocese do Porto e após o seu regresso do ano passado, milhares de alunos de EMRC e centenas de professores de EMRC e de diversas disciplinas, encontraram-se no passado dia 19 de maio no Parque Oriental da Cidade do Porto para a realização da sua XIX Edição.
Foi neste anfiteatro natural que milhares de alunos inscritos em EMRC, provenientes de 85 escolas da Diocese do Porto e acompanhados por 750 docentes, se encontraram para, de modo expressivo e simbólico, visibilizarem o seu apoio à Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023. Contando ainda com a participação de alunos e professores das Dioceses de Lisboa, Santarém e Vila Real, que se associaram a esta iniciativa promovida pelo Secretariado Diocesano de EMRC do Porto, este dia foi marcado por um ambiente repleto de cor, movimento e vitalidade, em que não faltaram atividades desportivas, lúdicas e recreativas. A alegria do encontro, do convívio e da socialização foi um sinal evidente que a disciplina de EMRC concorre, a par das demais disciplinas e de acordo com as suas finalidades, para uma educação inclusiva e para a mobilização de diversas competências previstas no Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, designadamente na área do relacionamento interpessoal e interação com os outros em contextos diversificados.
Como momento alto do dia, o encontro acolheu a presença de D. Manuel Linda, Bispo do Porto, que fez questão de se associar aos milhares de participantes que o receberam em clima de festa e de alegria. Dirigindo aos presentes palavras de afeto, de agradecimento e incentivo a prosseguirem este percurso de formação humana e cristã e concorrerem para a construção de uma sociedade cada vez mais humanizada, D. Manuel Linda retribuiu o acolhimento sentido e cumprimentou os diversos convidados que, em representação do Município, da Autarquia, do Comité Organizador Diocesano da JMJ do Porto e das Paróquias da Vigararia do Porto, fizeram questão de se fazerem presentes. Seguiu-se um expressivo sinal de comunhão com a JMJ’23, através do lançamento de uma bandeira coletiva sobre os participantes com a frase “EMRC Porto está com a JMJ’23”, significando um grande abraço dos alunos de EMRC do Porto à JMJ e à sua Diocese, antecipando o ambiente que se aguarda nas semanas dos Dias na Diocese e em Lisboa.
A todas as pessoas e entidades envolvidas, nomeadamente a Ágora – Cultura e Desporto do Porto, Polícia Municipal, Direção Municipal de Mobilidade e Transportes, Departamento Municipal de Proteção Civil, Departamento Municipal de Gestão de Espaços Verdes, Empresa Municipal Águas do Porto, PSP e Cruz Vermelha, o Secretariado Diocesano de EMRC do Porto dedica uma palavra de agradecimento pelo apoio prestado, cujo sucesso se ficou igualmente a dever a todos os alunos, professores e diretores de agrupamentos de escolas que se associaram a esta edição e que incentivam a realização da próxima edição.

Clicar na imagem para visualizar o vídeo no Instragram

Porto: 10 mil alunos criam «bandeira coletiva» em união com a JMJ Lisboa 23


A iniciativa vai realizar-se no decorrer do XIX Encontro dos alunos de EMRC da diocese.

O parque oriental da cidade do Porto vai ser palco, a 19 de maio, da criação de uma “mega bandeira alusiva à Jornada Mundial da Juventude, Lisboa 2023”.

“Em ano de JMJ, no nosso país, não poderíamos ficar de fora e queremos que este XIX Encontro dos alunos de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) tenha esta marca muito presente, como que num grande abraço à JMJ e à cidade do Porto”, explica ao EDUCRIS Carlos Meneses Moreira, diretor do Secretariado Diocesano da Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC).

Com início às 9h00, a iniciativa conta com “um conjunto de apresentações de artes performativas” e, neste ano, “com a maior pista de obstáculos do país”.

“Tentamos que esta grande iniciativa seja, sobretudo, uma grande festa e um espaço de encontro e convívio, como preconizado pelo próprio Perfil dos alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória e para o qual a EMRC concorre com diversos domínios”, esclarece o responsável.

Com 10 mil alunos, vindos de 75 agrupamentos de escolas da região do Porto está preparada uma ‘mini-jornada’, a recordar os “dias das dioceses” que antecedem a própria Jornada Mundial da Juventude.

“Desejamos que o encontro possa ser um momento lúdico, de convívio, encontro e lazer onde os nossos alunos possam também fruir da própria natureza, num espaço privilegiado de polinização e que conta, inclusive, com um setor reservado para a faculdade de ciências”, completa.

Ao início da tarde os participantes acolhem o bispo do Porto D. Manuel Linda e os parceiros locais com destaque para a Câmara Municipal do Porto.

Fonte: Educris|16.05.2023  [ + ]

XIX Encontro de alunos EMRC Porto

A 19ª edição do Encontro Anual de Alunos de Educação Moral e Religiosa Católica representa já um marco importante do calendário escolar para as escolas participantes.

As atuações de grupos de dança e de ginástica acrobática, bem como todas as diversões e animações presentes irão fazer com que este espaço de encontro, animação e convívio seja inesquecível para todos os participantes.

A vertente desportiva também não será esquecida com a presença de campos de jogos de diferentes modalidades desportivas desde o tradicional futebol à inovadora e maior pista de obstáculos do país, com 250m, na área dos insufláveis…

Neste ano de 2023, as Jornadas Mundiais da Juventude terão uma presença especial no Encontro.

 

Procedimentos para os concursos EMRC – 2023-2024

Procedimentos para os concursos à lecionação da disciplina de

Educação Moral e Religiosa Católica em 2023-2024

(artigo 8º do Decreto-Lei n.º 70/2013, de 23 de maio)

 

I. Candidato a lecionar a EMRC pela primeira vez:

 

1 – Deve contactar o secretariado de EMRC da diocese onde reside. Quem, já tendo lecionado EMRC, não se encontra a desempenhar essa função em 2022-23 deve proceder do mesmo modo, indicando as dioceses onde lecionou.

 

2 – Entregar um Curriculum Vitae, um Certificado de Habilitações (Despacho n.º 6809/2014, de 23 de maio) e uma Declaração de Idoneidade, emitida pelo seu Pároco.

 

3 – A candidatura é formalizada mediante o preenchimento do documento de Declaração de Compromisso enquanto candidato a docente de EMRC e Ficha de Apresentação do Docente (com fotografia e não manuscrita).

 

 

II. Candidato que se encontra a lecionar EMRC:

4 – O processo decorre no secretariado da diocese onde se encontra em exercício de funções. No caso de exercer em mais do que uma diocese, o candidato deve iniciar o processo na diocese onde obteve a primeira colocação.

 

5 – A candidatura é formalizada mediante o preenchimento do documento de Declaração de Compromisso, enquanto docente de EMRC, da Ficha de Apresentação de Docente e entrega da Declaração de Idoneidade emitida pelo Pároco.

 

6 – Após este procedimento e até dia 10 de fevereiro o secretariado solicitará as declarações de concordância para cada uma das candidaturas aos secretariados das dioceses para as quais os candidatos manifestaram intenção de concorrer. Estes pedidos são acompanhados das fichas de apresentação dos candidatos.

 

7 – As declarações de concordância são enviadas ao secretariado que as solicitou até ao dia 3 de março, data a partir da qual poderão ser levantadas.

 

8 – As declarações de concordância de candidatura ao concurso de mobilidade interna serão passadas apenas quando forem conhecidos os horários com ausência/insuficiência de componente letiva.

 

9 – Ao secretariado diocesano de EMRC cabe a responsabilidade de garantir o cumprimento dos requisitos exigidos.

 

 

III. Para todos os candidatos

 

10 – Obtida a colocação e, após aceitação, o docente comunica de imediato ao secretariado da diocese em que ficou colocado o nome do respetivo agrupamento de escolas ou escola não agrupada. Esta informação é igualmente transmitida pelo candidato ao secretariado onde se iniciou e decorreu o processo, no caso de ser diferente do da diocese onde se obteve a colocação.

 

11 – Em caso de desistência do concurso deve o candidato dar conhecimento imediato ao secretariado onde decorre o processo, à exceção da contratação de escola.

 

12 – Em caso de renúncia à colocação obtida, deve o docente dar conhecimento imediato, apresentando a respetiva justificação, ao secretariado da diocese em que obteve a colocação, incluindo denúncia do contrato no decurso do ano letivo.

 

 

 

ANEXOS: 1. Declaração de compromisso | 2. Declaração Idoneidade  | 3. Ficha de Apresentação de Docente | 4. Correspondências_QZP_dioceses | 5. Tutorial pdf – colar imagem na ficha de apresentacao